Startups

As startups deram ao mercado nacional um novo fôlego e se mostram resistentes frente às recentes crises que ocorrem no Brasil. Sinônimos de inovação, flexibilidade e dinamismo, se tornam uma promessa de negócios para quem está começando a empreender.

Pode-se dizer que as startups evidenciaram um modelo de negócio democrático e flexível, abrindo o mercado para uma diversidade maior de profissionais, empreendedores e até mesmo de nichos até então pouco explorados. Elas são um exemplo da expansão empreendedora que estamos observando há alguns anos no país.

Nunca antes se abriram tantas empresas com apoio técnico e de investidores em todas as épocas. E isso tem gerado empregos, impulsionado a criação de novos produtos e serviços, aumentando a competitividade, e expandido segmentos estratégicos para o mercado, como o setor de Tecnologia da Informação.

Uma startup é uma empresa diferente de uma empresa tradicional, pois em geral possui tecnologia aplicada e modelos de negócio diferenciados, para que evolua em maior velocidade. Se uma empresa tradicional cresce 10%, 20% ao ano, uma startup tem um crescimento médio de 200% ao ano.

Conheça agora 5 dicas sobre o mercado para quem está começando:

 

1) Avaliação do negócio

Mesmo que você tenha uma ideia brilhante para o seu negócio, é preciso fazer uma avaliação da viabilidade. Contratar uma consultoria ou conversar com quem tem mais experiência na área é muito importante no primeiro momento.

 

2) Pesquisa contextualizada

A pesquisa aplicada ao seu contexto é um investimento estratégico por muitos motivos. Além de fornecer informações para mapear as suas ações estratégicas, ao contratar uma consultoria em pesquisa de mercado, com uma relação de dados fundamentais sobre o mercado e sua atuação, passa credibilidade aos futuros investidores, entre outras vantagens.

O Instituto PHD possui soluções de pesquisas especializadas e aplicadas para diferentes demandas, e conforme a necessidade da empresa. Entre em contato neste link e saiba mais.

 

3) Conheça os recursos que estão à disposição

O empreendedor possui diversos recursos à sua disposição – desde capacitações gratuitas e pagas a linhas de crédito a juros baixos para alavancar o seu negócio – como é o caso dos financiamentos do BNDES. Por todo o Brasil, há incubadoras que promovem o estabelecimento de novas startups, com o apoio de consultores e investidores, para diferentes segmentos. Basta fazer uma pesquisa nas instituições beneficiadoras da sua região.

 

4) Faça um planejamento estratégico assertivo

As informações levantadas com a pesquisa aplicada servem para condensar e fundamentar o seu plano de negócios e o planejamento estratégico da sua startup. Como há uma evolução rápida, o padrão de planejamento deve ser mais assertivo que o comum.

 

5) Diversificação

É preciso ter foco no futuro e uma startup deve diversificar o quadro de funcionários, com diferentes profissionais e competências. Isso garante um futuro de sucesso. Invista em bons profissionais e expanda as áreas de marketing, gestão de pessoas e finanças prioritariamente no início de suas atividades e irá alavancas as áreas estratégicas com mais desenvoltura.

A sua empresa é uma startup? Como observa o crescimento deste segmento no Brasil? Já fez uso de pesquisas aplicadas em seu direcionamento estratégico? Compartilhe a sua opinião!