A melhor forma de combater um mal é sabendo onde que ele se posiciona. A frase dita no início deste artigo reflete muito bem como as pesquisas podem ser usadas como ferramentas estratégicas para melhorar a qualidade de vida de uma região. Na postagem de hoje do Blog do Instituto PHD, vamos mostrar para vocês como uma pesquisa pode reduzir uma dos problemas mais crônicos enfrentados no Brasil: a violência das grandes, médias e pequenas cidades do Brasil.

Recomendamos fortemente a leitura e aprofundamento nesse assunto principalmente aos políticos que enfrentam desafios como esse e pretendem concorrer nas próximas eleições.

A metodologia utilizada para pesquisas que medem índices de violência levam em conta fatores geográficos, faixa etária, horários que mais acontecem delitos e os maiores problemas da população em relação à violência. Este último fator é medido através de duas variáveis:

a) Os tipos de crimes que mais são cometidos em um local;

b) a opinião das pessoas sobre quais são os maiores problemas que elas enfrentam em relação à violência em sua cidade ou bairro.

Os resultados destas pesquisas são necessários para o poder público saber aonde deve investir as verbas destinadas à segurança. Ou seja, apenas sabendo quais são os maiores problemas em relação à violência urbana de um local é que uma prefeitura vai saber quanto e aonde deve investir os fundos destinados para combater a violência. As pesquisas ajudam na criação de estratégias eficazes de combate à violência. Seja ela de prevenção ou de mais extensivo policial.

A maioria das grandes cidades brasileiras investe uma boa verba para conseguir ter controle de como agir perante a violência urbana. Podemos listar alguns motivos. O principal deles é em relação à satisfação da população com um local que é seguro. Um prefeito ou governador que consegue controlar a violência em um local tem grandes chances de ser reeleito. Além disso, uma cidade com violência baixa garante muitos investimentos de fora e evolui em outras áreas.

Veja o Exemplo do infográfico a seguir, publicado no OGlobo:

Estudo de caso: São Paulo e Rio de Janeiro

As duas maiores cidades brasileiras podem ser usadas como exemplo de como as pesquisas ajudam a controlar a violência urbana. São Paulo conseguiu a queda nos índices de violência nos últimos anos graças às pesquisas que mostravam quais eram os locais que teriam de ter policiamento mais intensivo. Um dos locais que as pesquisas mostravam eram os arredores de bares. Com a polícia perto destes locais, os índices de violência caíram na cidade.

O caso do Rio de Janeiro é mais notório. Diversos estudos mostraram que grande parte dos problemas com violência na cidade era devido à atividade do tráfico de drogas nos morros cariocas. A decisão de instalar Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) nos locais ajuda a manter a polícia perto da comunidade e inibe a atividade de traficantes nestes locais. O resultado foi uma queda drástica nos índices de violência e a transformação de locais em pontos turísticos.

Se você deseja saber como as pesquisas podem ajudar na administração de uma cidade, entre em contato com o Instituto PHD.