perguntas para pesquisa de satisfação

Este é um tipo de pesquisa muito gratificante para quem estabelece estratégias de marketing e propaganda nas empresas: a pesquisa de satisfação é um recurso de grande utilidade, pois permite saber o que os seus clientes realmente pensam sobre o seu produto ou serviço, a sua atitude de compra ou crença sobre a marca e outros atributos sobre o comportamento do consumidor final.

Com estas informações, é possível otimizar o orçamento da empresa quanto à divulgação, promoção e estratégias de marketing e desenvolvimento de produtos. Em tempos em que o mercado está cada vez mais acirrado, a pesquisa de satisfação é um instrumento de ótimo custo-benefício, que proporciona destaque à empresa contratante.

Mas para fazer uma pesquisa de satisfação bem feita, perguntas sobre o quanto ele está satisfeito ou não podem não ser suficientes – é necessário, então, estratégias por parte do pesquisador para obter mais amostras com o mínimo de intervenção. Assim, estas são as perguntas que não podem faltar no seu questionário:

 

Itens a avaliar a partir de uma nota: analise quais são os itens que você quer avaliar e peça para o entrevistado dar uma nota para cada um deles. Monte uma escala, em que o consultado determina o valor mínimo e máximo conforme o seu grau de satisfação. Para fins de mensuração e comparação, é preciso usar sempre a mesma escala para todas as questões. Isso toma pouco tempo do entrevistado e facilita o processo de coleta.

 

Priorize as justificativas: jamais deixe de perguntar qual o motivo pelo qual a pessoa deu aquela nota. Esta etapa é muito enriquecedora e permite coletar insights e conclusões que podem ser usados em diversos momentos do processo produtivo – ajuste de atendimento, melhoria do produto ou serviço, alinhamento da produção, aplicação de novas estratégias comunicativas e de divulgação, etc. Deixe que o consultado fale sobre a pontuação.

 

 

Indicação: esta é outra estratégia que deve ser adotada no questionário de pesquisa de satisfação. As pessoas só indicam se estão de fato satisfeitas com o produto ou serviço – e aqui pode ser identificado o grau de envolvimento do cliente. Pode-se usar neste caso também uma escala, por exemplo, afirmando “com certeza” um nível máximo de indicação ou “jamais indicaria” para um nível mínimo.

 

O que você faria: Novamente, assim como a justificativa, você pode permitir que o entrevistado fale, se assim quiser, sobre quais mudanças faria para melhorar o produto. É certo que nem todas as pessoas sabem sobre o processo de melhoria dos produtos, mas este tipo de interação também pode sugerir grandes insights sobre as mudanças necessárias.

Para saber mais sobre a pesquisa de satisfação com foco no cliente, conheça as soluções de destaque do Instituto PHD – Empresa de Pesquisa de Satisfação, ou entre em contato para um atendimento personalizado. Estamos à sua disposição!

A Corrida Eleitoral já Começou!

Fale diretamente com um dos nossos consultores especializados em Pesquisas Eleitorais, e dê o primeiro passo para ser eleito em 2020!

Basta nos informar o município que deseja realizar a pesquisa para receber uma proposta sem compromisso.

WhatsApp com Consultor