Certamente você já foi entrevistado, ou no mínimo conhece alguém que participou de alguma pesquisa de opinião na porta de casa. Esse tipo de entrevista é enquadrado nas pesquisas presenciais, amplamente utilizada pelos institutos de pesquisa em suas metodologias. O principal motivo de serem utilizadas com tamanha frequência, é sua facilidade em estratificar regiões e públicos-alvo de interesse.

Bons exemplos de aplicação de pesquisas face-a-face são as pesquisas eleitorais e algumas pesquisas de opinião. Mas e se o público-alvo não estiver nas ruas. Como abordá-lo? Bem, em geral, há dois principais tipos de pesquisas não-presenciais para trabalhar nesse tipo de situação: telefone e internet (web survey).

Como funcionam as Pesquisas por Telefone

Como funcionam as Pesquisas por Telefone - Instituto PHD Empresa de PesquisasSe você acompanha com frequência o blog do Instituto PHD, já conhece as pesquisas CATI (Computer Assisted Telephone Interviewing, ou Entrevista Telefônica Assistia por Computador). Com o auxílio do telefone, fica fácil acessar quem, porventura, seja mais difícil de ser encontrado nas ruas.

Exemplos de aplicações são as pesquisas de satisfação business-to-business, as quais têm como potenciais respondentes pessoas que estão em ambientes corporativos. A metodologia é simples: de acordo com as necessidades do cliente, elaboramos um questionário que cumpra totalmente com os objetivos e evite quaisquer tipo de viés, e mobilizamos uma equipe treinada para realização das ligações.

Ponto positivo: fácil acesso ao público-alvo.

Ponto negativo: é necessário ter a lista de contato atualizada dos potenciais respondentes.

Como funcionam as pesquisas por computador/internet – web survey?

Como funcionam as Pesquisas por Computador e Internet - Instituto PHD Empresa de PesquisaPesquisas por intermédio de computadores são bem práticas, mas demandam cuidados maiores. Como, neste caso, o entrevistado representará um papel ativo – responderá ao questionário sozinho, todas as informações devem estar extremamente claras e as questões devem ser de fácil preenchimento.

Nas pesquisas pela internet, o Instituto PHD trabalha majoritariamente com 3 tipos de abordagem: convite direto por e-mail, implementação do questionário em uma determinada URL (landing page para pesquisa), ou disponibilização do link em uma eventual página do cliente. A implementação é o ponto-chave das pesquisas pela internet. Garantir que o questionário contemple todos os objetivos e seja simples o suficiente para um autopreenchimento são os principais desafios.

Ponto positivo: fácil coleta e grande alcance do público-alvo

Ponto negativo: necessidade de listas com contatos, dificuldade de adesão e implementação.

Cuidados essenciais em pesquisas não-presenciais

Você já sabe como funcionam as pesquisas eleitorais. Na seleção do público-alvo, é necessário um estudo estatístico para garantir que a amostragem probabilística seja devidamente respeitada, e não haja nenhum viés que possa prejudicar os resultados.

Seja por telefone ou por e-mail, uma pesquisa sempre deve respeitar os pré-requisitos científicos da estatística, desde o desenho amostral até as análises. Caso contrário a pesquisa perde sua validade e é enquadrada na categoria de enquete. Entre em contato com o Instituto PHD – Empresa de Pesquisa, apresente suas necessidades de pesquisas por telefone ou internet e entenda qual a melhor metodologia para o seu caso.