Diferenças entre pesquisas por amostragem e população

O leitor que acompanhada os artigos do blog do Instituto PHD, tem conhecido um pouco de como é a metodologia de pesquisa na hora de fazer um levantamento. Para ajudar você a compreender um pouco mais como funciona o universo das pesquisas, nós vamos explicar quais são as diferenças entre pesquisas de amostragem e as pesquisas por população. No geral, o que diferencia as duas metodologias é o número de membros dentro de um grupo que são entrevistados. Vamos entender um pouco melhor:

O que é pesquisa por população?

Pesquisa por população é o tipo de levantamento que obtém informações de todas as pessoas de um grupo. Ou seja, a pesquisa por população é aquela que levanta dados de 100% dos participantes. Este tipo de abordagem tem como grande vantagem a exatidão na hora das respostas. Isto acontece porque a margem de erro é teoricamente zero, visto que todas as pessoas são entrevistadas. A pesquisa por população é indicada para as pesquisas em que é possível conversar com todos os entrevistados. Uma pesquisa muito conhecida, na qual são teoricamente entrevistados todos indivíduos de uma população é o CENSO IBGE.

Pesquisas com grupos pequenos, como por exemplo, alunos em uma sala de aula ou grupo de funcionários de uma empresa devem ser feitas utilizando a este tipo de abordagem. Quanto maior o grupo de entrevistados, maiores são as dificuldades para fazer uma pesquisa por população. Por causa da impossibilidade de fazer este tipo de pesquisa sempre, outra abordagem metodológica acabou sendo adotada: as de pesquisas por amostragem (ou por amostra).

O que é pesquisa por amostragem?

A grande maioria das enquetes, levantamentos e pesquisas de opinião são feitas por amostragem. Como foi falado no tópico anterior, isto acontece por causa da impossibilidade de se falar com todas as pessoas de grupos muito grandes. O funcionamento deste tipo de pesquisa é escolher aleatoriamente algumas pessoas e com elas representar as respostas de um todo da população através de inferências estatísticas. Exemplos de pesquisas por amostragem são as pesquisas eleitorais (seria inviável entrevistar toda a população de eleitores) e pesquisas de satisfação.

Exemplo de amostragem aleatória

E qual a diferença entre amostragem e população?

Pelo o que você pôde ver nas descrições acima, a pesquisa por população é obviamente mais precisa do que a por amostragem. Se você entrevistar todas as pessoas de um grupo, vai ter uma resposta definitiva. Por isso, sempre que puder  (e for viável) opte por pesquisas por população. Só não faça isso quando o público-alvo da pesquisa for muito grande. Neste caso, a metodologia de escolha dos entrevistados tem que ser muito rígida, respeitando todos os pré-requisitos estatísticos. Para validar as informações, é sempre importante contar com um instituto/empresa de pesquisas devidamente preparado para tal, caso contrário, os resultados e conclusões podem ser viesados.

Veja um infográfico mostrando o funcionamento do CENSO (população total) e quão precisos podem ser os resultados de uma pesquisa por amostragem!

Você também vai gostar desses artigos:

Esta entrada foi publicada em CENSO, Dicas PHD, Pesquisas de Opinião, Pesquisas Eleitorais. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

4 respostas a Diferenças entre pesquisas por amostragem e população

  1. Arlindo Camargo disse:

    Sou Diretor de Empresa de Pesquisas e parabeizo ao Instituto PHD pelo Blog sobre o assunto que é complexo e muito importante para todos e em todos os sentidos . ( Econômico, Político,Mercado etc…)

    • Blog PHD Blog PHD disse:

      Olá Arlindo,

      Nosso objetivo é justamente esclarecer as dúvidas da população e ressaltar a importância e poder que uma Pesquisa pode agregar a qualquer negócio, seja ele Político-Eleitoral ou Mercadológico.

      Fica aqui o nosso convite para, caso queira escrever sobre algum assunto que julga importante, utilizar do nosso Blog.

      Saudações.

  2. Pingback: 3 mitos sobre acreditar ou não acreditar nos resultados de Pesquisas Eleitorais | Blog Instituto PHD

  3. Marcos Matos disse:

    nessa questão eu devo adotar população ou Amostra? Foram encontrados os seguintes valores para a transaminase da alamina em indivíduos normais: 12; 15; 18; 12; 17; 17; 16; 16; 14; 12; 14; 17; 16; 15; 16; 18; 16; 12; 18; 18. Calcule a média e o desvio padrão dos dados.

Clique em uma aba para escolher de que forma prefere comentar no Instituto PHD

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>